Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Erechim poderá ter a primeira penitenciária industrial do Estado

A capacidade é para até 1.125 presos

Publicação:

leite
O governo do Estado espera que a nova casa prisional seja referência de um novo padrão do sistema prisional - Foto: Secom/RS

 

A região noroeste do Rio Grande do Sul poderá contar, a partir do ano que vem, com uma nova casa prisional, localizada em Erechim. A proposta apresentada pelo Secretário da Administração Penitenciária (SEAPEN), César Faccioli, junto ao Governador Eduardo Leite, ao prefeito de Erechim, Paulo Alfredo Polis e ao Deputado Estadual Mateus Wesp prevê que a penitenciária qualifique os presos do regime fechado para atender a demanda do futuro distrito industrial que está sendo criado no município.

Para Faccioli, a obra é de fundamental importância não apenas para resolver a carência de vagas existente como também para preparar os egressos do sistema prisional para o mercado de trabalho. “Trata-se de uma obra estratégica, não apenas para a região de Erechim, mas para todo o sistema prisional gaúcho, porque, além de criar novas vagas das quais somos carentes, serão vagas em um modelo de perfil industrial em que os apenados terão oportunidade de trabalhar, o que é muito mais eficiente na ressocialização”, e completa “É importante ressaltar que a operação da casa será conduzida exclusivamente pelos nossos policiais penais”.

Com capacidade para até 1.125 presos, a futura penitenciária será erguida em uma área de 100 mil m², em local a ser definido juntamente com a prefeitura de Erechim. O governo do Estado espera que a nova casa prisional seja referência de um novo padrão do sistema prisional.

 

Secretaria da Administração Penitenciária